domingo, 24 de fevereiro de 2013

História da carta.


Carta é um tipo de correspondência, com ou sem envoltório, sob a forma de comunicação escrita, de natureza administrativa, social, comercial, ou qualquer outra, que contenha informação de interesse específico do destinatário, de acordo com a Legislação Brasileira. 
A carta é o elemento postal mais importante, é um meio de comunicação visual, constituída por algumas folhas de papel fechadas em um envelope, que é selado e enviado ao destinatário da mensagem através do serviço dos Correios. A carta é um papel que você escreve sobre qualquer assunto para uma pessoa ou não e é usada por muitas pessoas do planeta é uma forma simples de escrever para alguém. 
Nos primórdios da entrega das cartas quem pagava a postagem era o destinatário e isso só se alterou com a criação dos selos quando se passou a, previamente, o remetente colocar na sobrecarta (envelope) a quantidade de selos correspondente ao porte (valor da tarifa de serviço), garantido assim a entrega da carta ou a sua restituição no caso de não ser encontrado o destinatário. 
Atualmente a carta vem sendo substituída pelo e-mail que é a forma de correio eletrônico mais difundida no mundo, mas ainda há pessoas que pelo simples prazer de trocar correspondências físicas preferem utilizar o método da carta.


Bom, meninas vocês leram e viram que a carta é tudo isso, mas está sendo substituída pelo e-mail, claro que isso aconteceu á muito tempo, mas ainda tem aquela pequena esperança de você pegar um pequeno papel e escrever lindas palavras, textos, frases, declarações entre outros, e enviar á alguém, você imagina como a pessoas vai ficar, além de surpresa feliz né, porque você gastou um tempinho do seu tempo para escrever uma carta maravilhosa. Então mesmo que seja escrita pelo WordPad, envia pelo correio, aposto que vai ser ótimo.

"Querida Claire,
 ‘E’ e ‘se’ são palavras que, por si, não apresentam nenhuma ameaça. Mas, se colocadas juntas, lado a lado, elas têm o poder de nos assombrar a vida toda. E se… E se… E se… Eu não sei como a sua história terminou, mas se o que você sentia naquela época era verdadeiro amor, então nunca é tarde demais. Se era verdadeiro então, por que não seria agora? Você só precisa de coragem para seguir seu coração. É difícil imaginar um amor como o de Julieta, um amor que nos faça abandonar entes queridos, que nos faça cruzar oceanos. Mas eu gostaria de acreditar que se eu um dia sentir esse amor, terei coragem de perseguí-lo. E, Claire, se não o fez naquela época, espero que ainda o faça um dia. Com todo amor,
Julieta."
 Cartas para Julieta. 

Quem já assistiu esse filme, sabe exatamente do que estou falando, espero que tenham gostado do post, amei coloca-lo aqui.

Beijos.

4 comentários:

  1. Oi Aline! Amei, amei, amei, amei a postagem, não sei nem expressar o quanto! Eu sou viciada em Cartas, e a bem da verdade o meu blog é voltado para elas, posso dizer que sou fascinada por elas! E as acho incríveis, DEMAIS.
    Tá de parabéns.
    Onde eu posso seguir o blog?
    Eu adoraria.

    Beijos!
    Carol,
    http://caixa-a-a.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carol, eu também adoro cartas, até comprei vários envelopes para poder enviar, amo escrever, amo receber cartas, acho muito lindo, romântico, divertido entre outros sentimentos. haha Enfim, muito obrigada mesmo, eu nem tinha percebido que estava sem a caixa de seguidores, mas agora tem, pode seguir por lá, e se quiser tem a fan page do blog. (http://www.facebook.com/pages/Aline-Passos-Blog/118186738362237)

      Beijos,
      Aline P.

      Excluir
  2. eu adoro cartas! :)
    até participo de grupos de trocas no facebook. acho que nada tira essa magia de chegar e ver uma carta pra você! haha

    beijo e sucesso!

    http://suhdd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa magia não acaba mesmo né, sempre é bom.

      Beijos.

      Excluir